Pesquisar este blog

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Clima natalino aqui na Guria Arteira!

video

Jardim Tropical - só materiais reaproveitados!

Meu jardim ficou pronto...ou quase...toda hora invento mais!
Vai fazer uma ano que nos mudamos para uma casa com uma área (pátio enorme, toda com lajota). Meu marido mandou retirar toda lajota ao lado da piscina e gramou toda área. Começamos a procurar móveis de jardim, achamos....muito caros!!!!
Comecei a pesquisar na internet e achei sofás de paletes. Lindos, porém ninguém fala que dão um trabalho danado, precisa de um bom marceneiro para deixar a peça com cara de sofá. Além disso não é algo barato, é o "hit" do momento, existem empresas que vendem especialmente para móveis. O lugar mais barato que encontrei, é em Canoas e mesmo assim pela quantidade que precisava achei bem salgado!
Então decidi que faria do palete,  apenas um estrado com almofada em cima. Nos supermercados existem muitos paletes que são jogados fora, quando não podem mais sustentar carga pesada. Foi assim que consegui os meus. De graça!

Usei uma lixa grossa para madeira. O palete tem todos os tipos de madeira, é preciso lixar bem para que não fique felpas.

Queria ter feito uma pátina provençal, mas era muito trabalhoso. Passei Osmocolor que dá cor cor e protege a madeira da chuva e dá mais resistência aos móveis. O produto é líquido e é bem fácil de aplicar.

Trouxe  do Nordeste chitas ou chitão como é conhecido por aqui. Tecido barato e super colorido que dá uma clima todo tropical...combina com o nosso calor! 
Achei que aqui era mais caro, engano meu, paguei o metro aqui em Porto Alegre R$ 6,00. Fiz almofadas para os paletes e para umas poltronas de madeira que não tinham mais utilidade e estavam no sítio.

Aproveitei umas venezianas da minha antiga residência que foi demolida e fiz floreiras de parede. Janela e algumas madeiras que encontrei em uma reforma, também viraram floreiras. Pintei com tinta branca e "descasquei" com o lava jato. O resultado tá aí...










quarta-feira, 19 de novembro de 2014

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

domingo, 27 de abril de 2014

Garrafa de Leite Vintage

Lembra daquelas garrafinhas de leite que o leiteiro deixava pela manhã à sua porta? Eu não, mas antigamente era assim! Agora é a era da caixa tetrapark, nunca sabemos o que tem ali, além do produto adquirido.
Resolvi comprar uma garrafinha de leite para transferir o produto da caixinha, porém quando achei, o preço altíssimo.
Encontrei no supermercado uma garrafa de 1 L de suco de tomate, muito parecida com a garrafa vintage. Eis que tive a ideia de costumizar as minhas garrafas. Fiz uma para o leite integral e outra para o desnatado. O passo a passo tá aí, bem fácil.

Material necessário:
  • Garrafa de vidro de 1L
  • Primer para vidro
  • Pincel (1 chanfrado)
  • Tintas pvc
  • figuras de vaca
  • caneta de artesanato
  • lápis
  • verniz
  • cola branca
  • fita crepe
  • tesoura
 
Deixe de molho a garrafa e a tampa em uma solução com água e água sanitária por um dia. Facilita a retirada da cola do rótulo.
 
Delimite o espaço a ser pintado com a fita crepe. Passe duas Demão de primer. Usei o primer da Corfix para Pet (que serve para vidro e metal). Normalmente uso o primer da Daiara. Não não recomendo esse da Corfix, ele tem cheiro forte e parace não dar boa cobertura. Recomendo o Daiara, ele é branco e não interfere na cor que vamos utilizar.  O primer prepara a peça para receber a tinta. Se for colocar direto no vidro, a tinta não adere. Faça a mesma coisa na tampa da garrafa.
 
 
Após o primer secar (ele seca muito rápido), pinte a parte delimitada com a cor de sua preferência. Escolhi azul e amarelo, para diferenciar o tipo de leite.
 
 
Para ficar com uma boa cobertura dei quatro Demão. Para secar mais radipinho use o secador de cabelo. Somente depois de bem seco, pode retirar a fira crepe.
 
 
A peça está pronta para a decoupage e pintura livre.
 
 
Escolhi figuras de vaca, recortei e passei um pincel molhado com água e cola branca em toda figura, depois colei na peça com auxílio de um paninho para deixar sem bolhas.
 
 
Na tampinha da garrafa, apoós o primer, passei duas demão de tinta branca. Desenhei manchinhas da vaca e após pintei com tinta preta. Fiz o mesmo na garrafa após a decoupage.
 
Use o pincel chanfrado, ele é mais preciso para fazer a voltinha, sem borrar.
 
 
Escrevi na garrafa o tipo de leite para eviter erro na hora de servir.
 
 
Último passo é passar duas demão de verniz brilhante. Ele assegura que sua peça pode ser lavada sem correr risco de sair a tinta ou a colagem.
Está pronta a garrafa vintage de leite para um gostoso café!